Cirurgia ortognática em recife

Dr. Gustavo Campos

Cirurgião Buco-Maxilo-Facial. Especialista em Cirurgia Ortognática.

Dr. Gustavo Campos

Especialista bucomaxilofacial, professor e membro titular do colégio brasileiro de cirurgia e traumatologia buco-maxilo-facial;
É pioneiro em cirurgia ortognática humanizada no Norte e Nordeste;
Uma das principais referências em cirurgia ortognática no país.

O que é a Cirurgia Ortognática Humanizada

A Cirurgia Ortognática é um procedimento utilizado para corrigir diversas alterações de crescimento dos maxilares, que podem ocasionar distúrbios da mordida, articulações, problemas na respiração e também modificam a estética facial.

Outros procedimentos:

Cirurgia Ortognática Classe II e III

A cirurgia ortognática classe II e III é uma operação definida para correção e posicionamento dos ossos da mandíbula e maxilar, sendo indicada nos casos de problemas que aparecem desde o nascimento, ou devido a condições de saúde como apneia obstrutiva do sono e fraturas faciais, por exemplo.

Cirurgia V-LINE

A cirurgia do maxilar em linha V tem o intuito de afinar e moldar o maxilar inferior para criar um perfil mais delicado. Esse procedimento engloba três elementos principais para moldar a face inferior, quais sejam: o osso da mandíbula, os ângulos da mandíbula e o queixo.

Bichectomia

A bichectomia é uma cirurgia estética que envolve a remoção de um conjunto de gordura em suas bochechas chamada tecnicamente de “almofada de gordura de Bichat”. É importante fazer uma ressalva: as almofadas de gordura de bichat não têm funcionalidade específica em adultos.


Esse procedimento é recomendado para pessoas que desejam bochechas mais finas e traços faciais mais bem definidos com maçãs do rosto bem harmônicas com o resto do rosto.

Tratamentos:

Deformidade Facial

A deformidade facial é definida como diversas alterações que acontecem na região da face, sendo estas, congênitas ou adquiridas. As Deformidades Faciais podem ser diversas, indo desde a pequenas fissuras até modificações consideráveis. As causas para o surgimento dessas deformidades são distintas, indo desde congênitas (nascidas com) ou adquiridas por meio de algum trauma, doença ou cirurgias e podem ser percebidas entre os dentes, na mandíbula, máxima ou na relação entre os ossos da face.

Apneia do Sono

A apneia do sono é uma condição comum, onde sua respiração pára e reinicia muitas vezes enquanto você está dormindo. É o caso, por exemplo, quando a respiração de uma pessoa é simplesmente interrompida durante o sono.

Mordida Aberta

A “mordida aberta” é um tipo de espaçamento que uma pessoa pode ter entre os dentes superiores e inferiores ou uma “mordida ruim”, ou seja: é quando os dentes de cima e de baixo não se tocam quando a boca está totalmente fechada, mostrando uma aberta entre os dentes de cima e de baixo. Os dentes não fazem contato mesmo quando a mandíbula está totalmente fechada.

Assimetria Facial

A assimetria facial é quando possuímos uma diferença significativa e perceptível entre as duas metades da face, cada pessoa tem algum grau de assimetria que pode atribuir uma singularidade ao rosto. Contudo, a assimetria facial pode afetar negativamente o paciente, seja socialmente quanto o desenvolvimento nutricional.

Cirurgia Ortognática Humanizada

A Cirurgia Ortognática é um procedimento utilizado para corrigir diversas alterações de crescimento dos maxilares, que podem ocasionar distúrbios da mordida, articulações, problemas na respiração e também modificam a estética facial.

Esse tipo de cirurgia tem sido bastante procurado, uma vez que não trata somente a saúde, mas também a estética, uma vez que corrigindo as alterações, os maxilares e os dentes irão funcionar da melhor maneira, e a aparência facial também fica melhor. Ou seja, é um procedimento estético-funcional que restaura a harmonia facial e a função maxilar.

Existem diversas razões para que esse tipo de cirurgia seja indicado, vamos conhecer algumas?

  • Classe 2: São os pacientes que apresentam perfil de “queixo para trás”, ou seja, a arcada superior está projetada em relação a inferior.
  • Classe 3: São pacientes que apresentam perfil de “queixo para frente”, ou seja, a arcada inferior está projetada em relação a superior.
  • Sorriso Gengival.
  • Mordida Aberta.
  • Mordida Cruzada.
  • Assimetrias Faciais.
  • Corrigir problemas de deglutição e fala.
  • Minimizar o desgaste excessivo e quebra de dentes.
  • Aliviar a dor causada pela ATM.
  • Fornecer alívio para a apneia obstrutiva do sono.
  • E mais!

Cirurgia Ortognática: entenda como funciona.

A Cirurgia Ortognática necessita de um preparo bem específico, por isso, é importante ter uma equipe qualificada para te ajudar nesse momento. 

Primeiro de tudo, você precisará preparar a sua arcada dentária para que consigamos corrigir, no momento da cirurgia, a oclusão a partir da movimentação das bases ósseas. Após esse momento de preparação, conseguimos realizar uma simulação da cirurgia através de métodos virtuais. Assim, Dr. Gustavo Campos consegue avaliar junto com o paciente todas as possibilidades e visualizar os resultados com uma precisão maior.

E assim, seguimos para a cirurgia. No procedimento cirúrgico, há o reposicionamento da mandíbula, feito por dentro da boca. Ou seja, não há cicatriz! A recuperação da Cirurgia Ortognática pode durar de 6 a 12 meses. 

Cirurgia Ortognática: Conheça os tipos de deformidades que podem ser tratados

cirugia-ortognatica-1.jpg

Prognatismo mandibular

O prognatismo mandibular, também conhecido como classe III, é caracterizado por um excesso no crescimento da mandíbula. A sua característica mais marcante é o queixo projetado e a mordida cruzada anterior. Isto é, os dentes da arcada inferior ficam a frente da arcada superior.

cirugia-ortognatica-retrognatismo

Retrognatismo mandibular
(Queixo Pequeno / Mandíbula Pequena)

A característica mais marcante da deficiência mandibular é a falta de projeção de queixo.   Embora as pessoas leigas e até alguns profissionais da área, associem este problema à ausência de queixo, a verdadeira causa está na mandíbula. Comumente essa patologia resulta numa maloclusão tipo classe II, onde os dentes superiores ficam muito à frente dos inferiores. O contorno mandibular também pode ficar mal definido. O avanço mandibular é o tratamento preferencial, que pode ser realizado através de cirurgia ortognática. 

Cirurgia-Deficiência transversal da maxila AP ​

Deficiência transversal da maxila AP

A deficiência no crescimento anterior da maxila normalmente é acompanhada de uma maloclusão tipo Classe III. Isto é, por uma deficiência no crescimento, a arcada dentária superior fica atrás da arcada superior. O lábio superior pode parecer “pequeno” e o nariz pode parecer maior do que ele realmente é. Além disso, os ossos zigomáticos, responsáveis pelas maçãs do rosto, podem também estar aplainados. 

cirurgia-excesso-maxila

Excesso vertical de maxila (face longa)

O excesso vertical de maxila tem como característica a presença do sorriso gengival. Como a maxila cresce exageradamente no sentido vertical, os dentes superiores expõem mais do que o comum. Quando o indivíduo sorri, a gengiva superior também aparece masi, isso caracteriza o sorriso gengival.  Além disso, os pacientes normalmente não conseguem selar bem os lábios e apresentam a face mais alongada. Normalmente apresentam também o queixo para trás. Essa patologia está normalmente associada a problemas respiratórios, especialmente a obstrução nasal. 

cirurgia face curta

Deficiência vertical de maxila (face curta)

Um aspecto marcante da deficiência vertical de maxila é uma aparência de “envelhecimento prematuro” do rosto. A aparência de envelhecimento prematuro está associada à falta de exposição dentária (dentes não aparecem bem) e à face encurtada. Ambas características também estão associadas ao envelhecimento facial.  

cirurgia-assimetria_do_sorriso_4.jpg

Assimetria facial

O rosto assimétrico é caracterizado por uma desarmonia na face. A diferença entre os lados geralmente é suave, não sendo perceptível pela pessoa. Quando identificada pode ser corrigida através da estética facial. Embora ninguém apresente os dois lados perfeitamente idênticos, alguns pacientes apresentam um lado muito diferente do outro e isso está frequentemente relacionado a um distúrbio no crescimento dos maxilares.  

O “queixo torto” pode estar relacionado com alguns problemas funcionais, afetando a saúde bucal e a autoestima do paciente. Entretanto, através de cirurgia ortognática é possível corrigir esta patologia. 

Dessa forma, a Cirurgia Ortognática oferece diversos benefícios para a sua saúde, indo além da estética somente. É um procedimento que traz qualidade de vida! Ficou interessada (o)?

Fale com a nossa equipe de especialistas que é referência no Brasil!

Casos de Sucesso

Meu pacientes falam por mim!

Atendimento

Recife

Consultório Dr. Gustavo

Empresarial Charles Darwin Sala 706 R. Sen. José Henrique, 231 – Ilha do Leite, Recife – PB